Ligação do futuro metro ligeiro à rede ferroviária de alta velocidade da China interior é prioridade de Macau

15 June 2018

O Chefe do Executivo, Chui Sai On revelou quinta-feira que Macau tem de preparar o projecto de articulação do futuro metro ligeiro com a rede ferroviária de alta velocidade da China interior para ligar Shenzhen, Zhuhai e Macau, acelerar a construção do novo acesso transfronteiriço entre Guangdong e Macau e iniciar a ampliação do Aeroporto Internacional de Macau.

Chui Sai On, que falava durante um encontro com uma delegação do Instituto de Imprensa de Língua Chinesa, disse ainda que a actuação do governo será orientada em três vertentes nomeadamente com vista a conseguir a integração, gradual de Macau na Grande Baía Guangdong-Hong Kong-Macau.

Segundo uma nota oficial o Chefe do Executivo referiu igualmente que serão feitas diligências para superar os preconceitos existentes sobre a Grande Baía de Guangdong-Hong Kong-Macau e aprofundar e alargar os conhecimentos profissionais nomeadamente relacionados com a elaboração de leis e regulamentos, com o modo de operação do governo e dos negócios e a integração sob diferentes sistemas jurídicos e de tributação.

A interactividade entre as populações, através das suas culturas próprias, foi igualmente defendida e considerada como importante para a integração de Macau no projecto da Grande Baía.

No encontro Chui Sai On disse aos membros da delegação que já foram concluídos os estudos sobre o fluxo de circularção de veículos na Ponte Hong Kong-Zhuhai-Macau estando agora a decorrer os últimos trabalhos relacionados com os serviços fronteiriços.

O Chefe do Executivo salientou também que os quadros qualificados são recursos valiosos para Macau e defendeu o intercâmbio com quadros profissionais diferentes do mundo inteiro, no sentido de oferecer oportunidades às pessoas de Macau e de fora a possibilidade de trocarem experiências e ideias.

“Macau é uma cidade pequena, mas fará o seu melhor para se preparar para o desenvolvimento da Grande Baía. A orientação de desenvolvimento de Macau é a sua transformação como “Centro Mundial de Turismo e Lazer” e “Plataforma de Serviços para a Cooperação Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa ” disse ainda Chui à delegação de jornalistas chineses.(Macauhub)

MACAUHUB FRENCH