Sonangol junta-se à ENI para aumentar produção de gasolina em Angola

15 June 2018

O administrador-delegado da Refinaria de Luanda, Custódio Gonçalves revelou em Luanda que dos cinco mil metros cúbicos de gasolina que Angola consome diariamente, produz apenas 330 metros/dia (280 toneladas/dia), correspondente a 6,6 porcento do total.

Custódio Gonçalves, que falava no decurso da assinatura de um acordo que a Sonangol assinou com a ENI Angola, empresa petrolífera italiana, disse que em consequência do documento assinado a empresa espera produzir mil e 200 toneladas de combustíveis por dia, dentro de três anos.

O acordo assinado hoje entre a Sonangol e a ENI Angola consiste na prestação de serviços de assistência técnica e financeira à Sociedade Nacional de Combustíveis de Angola – Sonangol, num período de 30 a 36 meses.

O primeiro acordo, orçado em 60 milhões de dólares, está relacionada com o planeamento, organização da paragem para manutenção geral da Refinaria de Luanda, elaboração e desenvolvimento de um modelo económico e operacional para melhorar toda área operacional do trabalho e sua sustentabilidade.

O segundo acordo, avaliado em 120 milhões de dólares, destina-se à instalação de uma unidade nova que vai permitir o aumento da produção de gasolina.

Durante a cerimónia foi igualmente anunciado que a Refinaria de Luanda vai efectuar uma paragem de 40 a 60 dias, para manutenção o que não acontecia há oito anos. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH