Angolana Sodiam deixa de vender diamantes a empresa dos Emirados Árabes Unidos

25 June 2018

A Sociedade de Comercialização de Diamantes (Sodiam) pôs termo ao contrato de compra e venda de diamantes em bruto com a Odyssey Holding, empresa dos Emirados Árabes Unidos, informou em Luanda a subsidiária da Empresa Nacional de Prospecção, Exploração, Lapidação e Comercialização de Diamantes de Angola (Endiama).

A empresa justificou a cessação do contrato pela necessidade de “contrair empréstimos bancários para financiar operações no exterior que, até ao presente momento, apenas originaram a declaração de prejuízos, anulando a expectativa de ganhos criada pela empresa.”

No comunicado divulgado sexta-feira, a Sodiam adianta “não ter de momento meios financeiros que permitam honrar os compromissos presentes e futuros assumidos junto da banca, tendo em conta o menor valor dos negócios e obrigações decorrentes de dívidas a vencer.”

A Sodiam refere ainda ter sido constatado que se operou, por via do contrato de compra e venda, uma transferência de ganhos da operação da Sodiam para a Odyssey Holding.

O conselho de administração da Sodiam é presidido desde 6 de Novembro por Eugénio Bravo da Rosa, nomeado pelo novo Presidente angolano, João Lourenço, que exonerou a anterior presidente, Beatriz Jacinto de Sousa, nomeada seis meses antes por José Eduardo dos Santos. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH