Governo de Angola analisa ajustamento dos preços dos combustíveis

5 July 2018

O Ministério das Finanças e a Sociedade Nacional de Combustíveis de Angola (Sonangol) estão a analisar a possibilidade de se proceder a um ajustamento do preço dos combustíveis líquidos ainda no decurso de 2018, disse quarta-feira na cidade de Luena, província do Moxico, o ministro Archer Mangueira.

O ministro das Finanças, que salientou estar a ser estudado o impacto de um eventual ajustamento dos preços dos combustíveis e seus derivados na vida da população, salientou que o ajustamento, a decorrer, decorrerá no âmbito da estratégia de consolidação fiscal e diminuição de despesas.

Archer Mangueira, citado pela agência noticiosa Angop, disse ainda que caso venha a ser aprovado o ajustamento serão adoptadas medidas no sentido de mitigar o efeito negativo do aumento dos preços na vida das famílias.

O governo angolano anunciou em Janeiro de 2016 o termo dos subsídios ao gasóleo, tendo o preço por litro passado de 90 kwanzas para 135 kwanzas, tendo o preço da gasolina, que já era comercializada há alguns meses sem subsídios, aumentado de 115 para 160 kwanzas o litro.

O presidente da Sociedade Nacional de Combustíveis de Angola, Carlos Saturnino, afirmou na semana passada que a dívida do Estado decorrente dos subsídios aos preços dos combustíveis era de 747 milhões de dólares no final de 2017, data em que as empresas do sector público e privado deviam à estatal angolana 3105 milhões de dólares. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH