Empresas da China investem 1343 milhões de dólares no Brasil no 1.º semestre

10 July 2018

Os projectos confirmados de investimento de empresas da China no Brasil no decurso do primeiro semestre ascenderam a 1343 milhões de dólares, número que representa um acréscimo de 343% relativamente aos 302,9 milhões de dólares contabilizados no período homólogo de 2017, segundo o Boletim Bimestral sobre Investimentos Chineses no Brasil relativo ao bimestre Maio/Junho.

O boletim da Secretaria dos Assuntos Internacionais do Ministério do Planeamento, Desenvolvimento e Gestão informa ainda que relativamente aos projectos anunciados os valores divulgados são relativamente semelhantes, com 286,49 milhões de dólares no primeiro semestre de 2018 e 198,87 milhões de dólares no período homólogo de 2017.

De 2003 a Junho de 2018 as empresas chinesas anunciaram 161 projectos de investimento no Brasil com um montante de capital a aplicar de 71,5 mil milhões de dólares, de que foram confirmados 102 projectos com um valor de 53,9 mil milhões de dólares.

A maior parte – 72 – centrou-se em fusões e aquisições ou aquisição de concessões, com 48,01 mil milhões de dólares, enquanto os projectos de raiz se limitaram a 30, com um total aplicado de 5,95 mil milhões de dólares.

Em Maio/Junho de 2018 foram anunciados três projectos, tendo o realizado e de maior valor ocorrido com a CPFL Geração de Energia (controlada pelo grupo China State Grid), que venceu um lote levado a leilão pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), com uma linha de transmissão de dois quilómetros e uma subestação e 450 MVA de potência localizadas no Ceará, que representou um investimento de 2,02 milhões de dólares.

Os outros dois projectos, apenas anunciados, dizem respeito o primeiro a um investimento de 847 milhões de dólares ao longo de dez anos nos aproveitamentos hidroeléctricos de Jupiá e Ilha Solteira por parte do grupo China Three Gorges.

O segundo foi o anúncio por parte da China Gezhouba Group Company Limited (CGGC) de que fechou um acordo cujo valor não foi anunciado para comprar 100% da empresa encarregada pela manutenção do sistema paulista produtor de água São Lourenço.  (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH