Países de língua portuguesa devem usar Macau como plataforma para a Grande Baía Guangdong-Hong Kong-Macau

11 July 2018

O papel de Macau como plataforma entre a China e os países de língua portuguesa no âmbito da iniciativa da Grande Baía Guangdong-Hong Kong-Macau (GBA) foi defendido pelo Chefe do Executivo Chui Sai On no final de um périplo que efectuou pelas nove cidades da GBA.

O Chefe do Executivo de Macau esteve em Junho nas cidades de Zhuhai, Cantão, Shenzhen, Zhongshan e Jiangmen, nos últimos dias em Zhaoqing, Foshan, Huizhou e Dongguan e no final de Junho reuniu-se em Pequim com o vice-primeiro-ministro, Han Zheng com quem abordou o papel de Macau na GBA.

Um comunicado oficial informa que Chui Sai On, ao fazer o balanço das visitas, destacou não só as relações especiais com os países de língua portuguesa  e o papel de ponte que Macau tem mas também as relações com os chineses ultramarinos, o que permite reforçar os contactos com os países do Sudeste Asiático como aconteceu recentemente quando se deslocou ao Camboja e à Tailândia.

A GBA integrada na iniciativa chinesa “Faixa e Rota” permitirá ainda a Macau incrementar o sector turístico, aperfeiçoar a indústria de convenções e exposições, acelerar o seu papel como centro financeiro e caminhar para uma maior diversificação industrial do território.

Durante as visitas às nove cidades Chui Sai On contactou com projectos inovadores e de alta tecnologia e mostrou-se convicto de que os jovens de Macau disporão de grandes oportunidades para desenvolver as suas iniciativas em conjunto com parceiros da GBA.

O Chefe do Executivo afirmou ainda ter encontrado nas cidades visitadas espaço de cooperação e complementaridade na gestão e formação do sector turístico, empreendedorismo juvenil e medicina tradicional chinesa.

Com uma área de 56 mil quilómetros quadrados e uma população de 66 milhões de pessoas, a GBA tinha em 2016 um PIB de 1,4 biliões de dólares, integrando as cidades de Cantão, Shenzhen, Zhuhai, Foshan, Huizhou, Dongguan, Zhongshan, Jiangmen, Zhaoqing e as Regiões Administrativas Especiais de Hong Kong e Macau.

O governo central da China deve anunciar ainda durante o segundo semestre do ano pormenores sobre o processo de desenvolvimento da Grande Baía Guangdong-Hong Kong-Macau. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH