Shaanxi e Mato Grosso reforçam laços entre a China e o Brasil

20 July 2018

A província de Shaanxi e o Mato Grosso têm muitos sectores em que podem cooperar e complementar-se, disse o governador da provincia Hu Heping, que à frente de uma delegação público-privada visitou aquele Estado brasileiro para encontros com entidades públicas e empresários, segundo a imprensa brasileira.

Hu destacou o crescimento da província, cujo Produto Interno Bruto registou um aumento de 8% em 2017, informou que Shaanxi tem 34 milhões de habitantes e revelou que o consumo tanto do governo como das famílias está a crescer, tendo no ano passado superado o verificado em 2016 em 11%.

Um dos sectores que o governador provincial considera como tendo potencial de cooperação e de complementaridade é o da agricultura, tendo mencionado como grande montra da sua província a Zona de Demonstração de Alta Tecnologia Agrícola de Yangling.

O governo l pretende fazer daquela zona o “Vale do Silício Agrícola da China”, estando para isso a investir em pesquisa e inovação, a procurar atrair as principais universidades e a preparar a criação no local de uma zona de comércio livre.

O chefe da Casa Civil do governo de Mato Grosso, Ciro Rodolfo, recordou ser aquele Estado um parceiro importante da China, ao garantir 28% de todo o feijão de soja produzido no Brasil, um dos principais produtos brasileiros importados pela China, à semelhança do minério de ferro.

Presentes no Fórum de Cooperação Económica e Comercial participaram do lado empresarial a Xi’an LONGI Silicon Materials, que produz baterias e soluções de energia e responde por 37% do mercado mundial no seu segmento, a Shaanxi Yanchang Petroleum Group, o SIGC (grupo de Investimentos de Shaanxi) e o Banco Chang’An. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH