Grupo empresarial do Vietname compra produção de castanha de caju da Guiné-Bissau

9 August 2018

O grupo T&T, do Vietname, vai comprar a totalidade da produção anual de castanha de caju da Guiné-Bissau, entre 150 mil e 200 mil toneladas, ao abrigo de um memorando de entendimento assinado dia 6 de Agosto em Hanoi, informou a rádio estatal vietnamita.

O documento foi assinado pelo ministro do Comércio, Turismo e Artesanato da Guiné-Bissau, Vicente Fernandes, e pelo presidente do conselho de administração e director-executivo do grupo T&T, Do Quang Hien.

O memorando estipula que o governo da Guiné-Bissau fica responsável pela produção, controlo de qualidade, expedição, prazos e canais de pagamento, segundo a agência noticiosa Lusa.

A rádio estatal Voice of Vietnam informou que durante as negociações que conduziram à assinatura do memorando de entendimento foi também discutida a possibilidade da importação de arroz vietnamita pela Guiné-Bissau.

Em Julho passado, o ministro Vicente Fernandes informou ir ser enviada ao Vietname uma delegação oficial para analisar com o banco central modalidades para a disponibilização de verbas para financiar as empresas do país a comprarem a parte da produção de castanha de caju ainda por comercializar

Na altura estimava-se que mais de 100 mil toneladas de castanha de caju ainda se encontravam na posse dos agricultores guineenses, dada a “turbulência” que se regista este ano na comercialização da castanha de caju.

A castanha de caju é o principal produto de exportação da Guiné-Bissau e o motor do crescimento económico, mas o produto ainda não é transformado no país, sendo exportado em bruto. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH