Nigéria e Sao Tomé e Príncipe debatem futuro da zona conjunta de desenvolvimento petrolífero

10 August 2018

Uma delegação governamental da Nigéria iniciou quinta-feira em São Tomé negociações com o governo de São Tomé e Príncipe para reactivar o acordo relativo à Zona de Desenvolvimento Conjunta de exploração petrolífera.

O ministro dos Negócios Estrangeiros e Comunidades de São Tomé e Príncipe, Urbino Botelho disse que a proposta são-tomense consiste no estabelecimento de uma comissão bilateral que se reuniria alternadamente num e no outro país e que teria capacidade de decisão e de acompanhamento de programas e acções conjuntas.

Na reunião que marcou o primeiro dos dois dias de visita da delegação da Nigéria, o governo são-tomense propôs que se desse atenção especial ao problema da Zona de Desenvolvimento Conjunta, inoperante há mais de três anos.

“Acolhemos favoravelmente a convocação do conselho ministerial conjunto e propomos a sua realização para meados do próximo mês de Setembro, permitindo desse modo uma discussão detalhada sobre esta matéria”, sublinhou Urbino Botelho à agência Lusa.

São Tomé e Príncipe assinou com a Nigéria, em 2001, um tratado de exploração conjunta de petróleo numa zona de sobreposição marítima entre ambos os países, em que a parte nigeriana tem direito a 60% de receitas sendo os restantes 40% para o Estado são-tomense. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH