Bolsa de Valores de Moçambique atrai mais cinco empresas

13 August 2018

Cinco empresas moçambicanas aderiram à Bolsa de Valores de Moçambique a fim de se capitalizarem, disse recentemente o presidente da Confederação das Associações Económicas de Moçambique (CTA), a maior associação patronal do país.

Agostinho Uma adiantou que as cinco empresas são a Cotur Travel & Tours, VBM, Água Vumba, Mozambique Power e a Sociedade Moçambicana de Medicamentos e acrescentou haver outras 26 que estão a reunir os requisitos para a admissão à cotação, segundo o matutino Notícias, de Maputo.

O presidente da CTA assinalou que o interesse das empresas moçambicanas pela BVM está a aumentar, devido a benefícios como redução de taxas de juro e isenção em 50% no Imposto sobre o Rendimento de Pessoas Colectivas.

O presidente da Bolsa de Valores de Moçambique, Salim Vale, disse em Agosto de 2017 ser ainda fraca a utilização da bolsa para o desenvolvimento económico e acrescentou “por essa razão a BVM está apostada em aumentar o número de empresas e de investidores que usam a bolsa como meio para financiar a economia.″

A Bolsa de Valores de Moçambique, constituída em 1999, conta actualmente no mercado accionista com seis empresas – Cervejas de Moçambique, CETA – Engenharia e Construção, Companhia Moçambicana de Hidrocarbonetos, Empresa Moçambicana de Seguros, Matadouro da Manhiça (Matama) e a Zero Investimentos.

A capitalização bolsista ascendia a 76 604 milhões de meticais (1311 milhões de dólares) a 8 de Agosto de 2018. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH