Angola pretende usar energia atómica para maximizar extração de petróleo bruto

27 August 2018

O secretário de Estado da Energia de Angola, António Belsa da Costa disse na abertura dum seminário sobre o Programa Quadro Nacional (CPF), ligado ao uso de energia atómica para fins pacíficos, que o objectivo do governo é a sua utilização com vista a maximizar a extração de petróleo bruto em Angola.

Durante o seminário, organizado pela Agência Internacional de Energia Atómica (AIEA) e o Programa de Cooperação Técnica em Angola (2019/2023), Belsa da Costa disse ainda que Angola prevê aumentar a capacidade na utilização da tecnologia de radioisótopos na optimização dos diversos processos industriais.

Belsa da Costa referiu que um dos objectivos de Angola será o reforço da capacidade de planeamento a longo prazo para um maior acesso a serviços modernos de energia nas zonas rurais e vizinhas de cidades, utilizando técnicas de isótopos para identificar recursos hídricos subterrâneos e potenciais fontes de poluição nas áreas rurais, bem como a criação de instrumentos  para acompanhar a poluição nas zonas costeiras.

O secretário de Estado  disse igualmente que a criação de uma infraestrutura reguladora nacional “adequada e independente” é uma prioridade para o governo.

Segundo Belsa da Costa o grupo de trabalho Intersectorial de Energia Atómica de Angola preparou já um documento que representa uma “simbiose” entre o Programa de Cooperação Técnica da Agência Internacional de Energia Atómica (AIEA) e as prioridades do governo. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH