Guiné-Bissau vai pedir apoio financeiro à China para projectos de desenvolvimento

30 August 2018

O Presidente da  Guiné-Bissau, José Mário Vaz revelou quarta-feira que vai apresentar à China durante o Fórum para a Cooperação da China com África (FOCAC), que se realiza em Pequim nos dias 3 e 4 de Setembro, uma série de projectos ligados aos sectores da agricultura, turismo, pescas, infra-estruturas e minerais com vista a obter financiamentos para a sua concretização. 

Em declarações à imprensa momentos antes de embarcar com destino à China o presidente José Mário Vaz disse estar convicto de que os projectos seleccionados são “motores para o crescimento económico da Guiné-Bissau”, e que por esse motivo  irão beneficiar do apoio financeiro do governo chinês.

O Chefe de Estado guineense não quantificou o montante total dos projectos em causa, mas garantiu que uma vez financiados as autoridades chinesas vão acompanhar a execução dos planos.

José Mário Vaz afirmou ainda que durante a sua estada em Pequim, e à margem do encontro, será recebido pelo seu homólogo chinês Xi Jinping, com quem irá passar em revista aspectos ligados a cooperação entre os dois países que datam desde o período da luta de libertação nacional.

Durante a estada na China a delegação guineense irá visitar o agrónomo Yuan Longping, conhecido como o “Pai do arroz híbrido”, que introduziu uma nova variedade na produção daquele cereal que tem tido resultados positivos nos arrozais da Guiné-Bissau. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH