PM de Cabo Verde angaria na China apoios para a  Zona Especial de Economia Marítima de São Vicente

4 September 2018

O primeiro-ministro de Cabo Verde encontrou-se segunda-feira em Pequim com responsáveis do Banco de Desenvolvimento da China, “uma das maiores instituições financeiras do desenvolvimento no mundo”, escreveu José Ulisses Correia e Silva na sua conta pessoal no Facebook.

Correia e Silva escreveu ainda que o governo de Cabo Verde pretende elevar as relações com a China, “a fim de tornar o arquipélago num importante parceiro económico e estratégico daquele país”, nomeadamente com a construção conjunta da Zona Especial de Economia Marítima de São Vicente (ZEEMSV).

A ZEEMSV é um projecto para cuja construção o governo cabo-verdiano “deseja contar com fortes parcerias de instituições financeiras, nomeadamente do Banco de Desenvolvimento da China.”

O primeiro-ministro adiantou ter sido gratificante receber da parte do Banco de Desenvolvimento da China “abertura total para partilhar a sua grande experiência no financiamento da construção de infra-estruturas do género, bem como no desenvolvimento de uma cooperação profícua neste sector.”

José Ulisses Correia e Silva chegou domingo a Pequim a fim de participar, a partir de segunda-feira, na terceira edição do Fórum de Cooperação China-África (FOCAC).

O primeiro FOCAC realizou-se em Pequim, em 2006, e a segunda edição decorreu na África do Sul, em 2015. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH