Guiné-Bissau obtém apoio da China para projecto agrícola

10 September 2018

Apenas um dos cinco projectos seleccionados para o Fórum de Cooperação China-África (FOCAC) obteve financiamento ao abrigo do pacote de 60 mil milhões de dólares anunciado pelo Presidente da China, revelou o Presidente da Guiné-Bissau no seu regresso ao país.

O Presidente Xi Jinping anunciou no decurso da terceira cimeira da FOCAC, que decorreu em Pequim dias 3 e 4 de Setembro corrente, um apoio aos países africanos de 60 mil milhões de dólares, que inclui empréstimos em condições preferenciais, doações e perdão de dívida.

José Mário Vaz disse que o projecto em questão, do sector agrícola, obteve um financiamento de 14 milhões de dólares, tendo a China garantido ainda uma oferta de arroz no valor de três milhões de dólares e o envio de mais delegações médicas chinesas para prestar cuidados de saúde aos guineenses.

O chefe de Estado justificou o “fracasso” na obtenção de fundos com a forma como o governo do seu país se relaciona com as autoridades chineses, preferindo ir directamente à China sem passar pelo embaixador Jin Hongjun, que representa os interesses do seu país na Guiné-Bissau.

José Mário Vaz adiantou que irá falar com o primeiro-ministro Aristides Gomes para persuadi-lo da necessidade de criar uma comissão que, em conjunto com o embaixador da China, irá trabalhar sentido de maximizar os benefícios da Guiné-Bissau em relação aos recursos que foram colocados à disposição da África nos próximos três anos. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH