Índia foi o principal destino das exportações de Moçambique em 2017

12 September 2018

A Índia foi o principal destino das exportações de Moçambique em 2017, com praticamente o dobro do valor do país que surge classificado em segundo lugar, a África do Sul, segundo o anuário divulgado pelo Instituto Nacional de Estatística.

O Anuário Estatístico de 2017 revela que a Índia comprou a Moçambique bens no valor de 103 156 milhões de meticais ou 1621 milhões de dólares, ao passo que a África do Sul adquiriu mercadorias no valor de 56 239 milhões de meticais ou 884 milhões de dólares.

A China surge nesta lista no quinto lugar, com compras no valor de 252 milhões de dólares, tendo Portugal, a antiga potência colonial, ficado num distante 18.º lugar com 21 milhões de dólares.

As exportações de Moçambique em 2017 atingiram 300 576 milhões de meticais ou 4725 milhões de dólares, de que a Índia absorveu 34,32% e a África do Sul 18,71%.

Nas importações, que ascenderam a 365 464 milhões de meticais ou 5745 milhões de dólares, o cenário sofre uma alteração radical, com a África do Sul a surgir em primeiro lugar, com 1668 milhões de dólares ou 29,03% do total e a Índia a aparecer no quinto lugar com 451 milhões de dólares ou 7,85%.

Nesta tabela a China surge em terceiro lugar, com vendas de 493 milhões de dólares ou 8,59% do total, surgindo Portugal em sétimo lugar com 242 milhões de dólares ou 4,22%.

Atendendo aos dados publicados no Anuário Estatístico de 2017, Moçambique registou nesse ano um défice comercial de 64 888 milhões de meticais ou 1020 milhões de dólares.

Os principais produtos exportados por Moçambique foram o carvão mineral, lingotes e perfis de alumínio, energia eléctrica, gás natural, tabaco, areias pesadas, madeira, açúcar, banana e castanha de caju.

As máquinas lideram a lista de produtos importados, seguindo-se gasóleo, cereais, energia eléctrica, automóveis, gasolina, medicamentos, cimento hidráulico, óleo alimentar e cervejas. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH