Comércio Brasil-Angola atingiu 1000 milhões de dólares em 2017

13 September 2018

O comércio bilateral entre Angola e o Brasil atingiu cerca de mil milhões de dólares em 2017, informou quarta-feira em Luanda o embaixador do Brasil em Angola, Paulino Franco de Carvalho Neto.

O embaixador adiantou ter-se registado no ano transacto um aumento das trocas comerciais, atendendo a que o comércio bilateral em 2016 cifrou-se em 650 milhões de dólares, segundo a agência noticiosa Angop.

Paulino Franco de Carvalho Neto, à margem do fórum económico sobre “Desenvolvimento do Agro negócio, Desafios e Perspectivas”, realizado pela Associação de Empresários e Executivos Brasileiros em Angola (Aebran), sublinhou que boa parte do que o Brasil exportou para Angola foi açúcar (28,7%), carne de frango (14%) e farinhas de cereais com 7,9%.

Afirmou que de Janeiro a Julho deste ano, o Brasil ocupou o quarto lugar da lista dos maiores exportadores para Angola, com vendas de 225 milhões de dólares e acrescentou que nos últimos 15 anos o seu país aplicou quatro mil milhões de dólares em Angola.

O embaixador recordou por outro lado a linha de crédito de dois mil milhões de dólares aberta a favor de Angola pelo seu país, através do Banco Nacional de Desenvolvimento Económico e Social (BNDES), cujo seguro de crédito é garantido pelo governo brasileiro.

A presidente da Aebran, Arlete Lins, disse no encontro que a experiência brasileira no agro-negócio pode ajudar muito Angola pelo facto do país ter experiência comprovada neste domínio.

A empresária realçou que existe muito espaço para cooperação, troca de conhecimentos e investimento e adiantou que esse desenvolvimento “não será mais na base do gerador e do gasóleo, mas sim em energias renováveis e muita tecnologia.”

O fórum económico é uma actividade enquadrada na programação da Semana do Brasil e visa promover o encontro entre empresários, instituições públicas e privadas, convidados e público ao abordar temas do interesse geral. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH