Investimentos portugueses são bem-vindos em Angola, afirma João Lourenço

19 September 2018

Os investimentos directos portugueses em Angola “são bem-vindos”, afirmou terça-feira em Luanda o Presidente de Angola, que acrescentou poder Portugal vir a assumir um papel de relevo no desenvolvimento dos dois países.

Ao intervir antes do início de um encontro a sós com o primeiro-ministro português, António Costa, João Lourenço salientou que os investimentos na indústria transformadora, com base em matérias-primas e em materiais locais, a agricultura e a agro-indústria são fundamentais para o mercado interno e para as exportações angolanas.

“Vemos com bons olhos a implantação de pequenas e médias empresas portuguesas no mercado angolano, dentro de uma lógica em que se estabeleçam no nosso país para produzir riqueza que resulte em benefícios importantes para ambos”, destacou João Lourenço.

O Presidente angolano, dirigindo-se a António Costa, encorajou-o a sensibilizar os investidores portugueses para aceitarem o desafio, “criando-lhes facilidades através de linhas de crédito que os ajudariam a realizar negócios em Angola” e salientou que do lado de Angola o governo está a trabalhar no sentido de criar um ambiente de negócios seguro e atractivo.

“Esse ambiente de negócios fará com que os investidores deixem de se confrontar com obstruções resultantes de procedimentos exageradamente burocráticos para estabelecerem uma empresa ou negócio em Angola”, sublinhou.

João Lourenço disse também que os acordos a serem assinados entre os dois países, com realce para o programa Estratégico de Cooperação 2018/2022 e a Convenção para eliminar a Dupla Tributação em matéria de impostos e prevenir a fraude e a evasão fiscais, “vão dar certamente solidez e substância” à visita de António Costa.

O primeiro-ministro português concluiu terça-feira uma visita oficial de dois a Angola. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH