Companhia de Resseguros de Angola inicia actividade em 2019

20 September 2018

A Empresa Nacional de Resseguros de Angola (AngoRe) começa a funcionar apenas em 2019, dado estar ainda em fase de estudo o plano de negócios e a composição accionista, disse quarta-feira em Luanda uma fonte oficial.

Aguinaldo Jaime, presidente da Agência Angolana de Regulação e Supervisão de Seguros (Arseg), disse que se espera da AngoRe, que deverá reter uma boa parte dos riscos cedidos ao mercado internacional de resseguro, “um papel importante no mercado angolano e internacional.”

O presidente da Arseg informou irem ser convidados parceiros internacionais que estejam interessados em fazer parte da companhia de resseguros, tanto na qualidade de accionistas como de conselheiros técnicos, “a fim de que os quadros da AngoRe sejam capazes de desempenhar as suas funções.”

As declarações de Aguinaldo Jaime foram proferidas no final de um encontro com a enviada especial da primeira-ministra britânica para o comércio junto de Angola e Zâmbia, baronesa Lindsay Northover, segundo a agência noticiosa Angop.

Aguinaldo Jaime anunciou também a criação de uma academia de seguros, em 2019, para formar quadros angolanos, sem que haja necessidade de os enviar para escolas estrangeiras, “modalidade que é muito dispendiosa.”

Adiantou estar a ser elaborado o estudo de viabilidade económica bem como a elaboração do respectivo currículo académico, posto o que se seguirá o recrutamento de docentes nacionais e estrangeiros

A actividade de seguros em Angola conta com 26 companhias licenciadas, segundo a página electrónica da Arseg. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH