China e países de língua portuguesa devem aproveitar plataforma de Macau, defende secretária-geral do Fórum de Macau

A China e os países de língua portuguesa devem aproveitar plenamente a plataforma de Macau, disse a secretária-geral do Secretariado Permanente do Fórum de Macau, que defendeu a cooperação no âmbito da medicina tradicional chinesa.

“Espero que os países em questão reforcem constantemente a tecnologia médica, estudos científicos, formação de quadros qualificados e protecção da legislação e consolidem a cooperação na área da medicina tradicional”, disse Xu Yingzhen, na cerimónia de encerramento de um colóquio subordinado ao tema.

O “Colóquio sobre Medicina Tradicional para os Países de Língua Portuguesa” foi organizado pelo Centro de Formação do Fórum de Macau, em colaboração com a Companhia de Desenvolvimento do Parque Científico e Industrial de Medicina Tradicional Chinesa  para a Cooperação entre Guangdong e Macau.

O colóquio decorreu de 13 a 26 de Setembro em Macau, ilha de Hengqin e Cantão, contou com a participação de 23 funcionários e técnicos provenientes de Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste nos respectivos domínios.

Durante a permanência em Macau realizaram-se palestras temáticas, visitas e intercâmbios relacionadas com o papel de Macau enquanto plataforma entre a China e os países de língua portuguesa e o ponto da situação no que respeita ao desenvolvimento da indústria da medicina tradicional em Macau. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH