Angola vai revitalizar o sector de investigação agrária

15 October 2018

O ministro da Agricultura e Florestas de Angola, Marcos Nhunga, revelou em Chinguar, na província do Bié, durante a abertura do ano agrícola, 2018/2019 que está a decorrer o processo de implantação dos primeiros seis centros de investigação no país.

Marcos Nhunga disse que no Huambo será instalado um centro de investigação de milho, feijão e soja, o centro de investigação de mandioca, batata-doce e amendoim ficará localizado em Malanje, o de gado de leite na Huíla, o de caprinos e ovinos em Malanje, o centro de investigação de café, palmar e cacau no Cuanza Sul e o de investigação Bioveterinária, na província do Huambo.

O ministro disse que o sector da Investigação Agrária vai ser redinamizado nos próximos tempos, para voltar a ser o suporte fundamental e indispensável para o aumento da produção sustentável e da produtividade de Angola.

o Ministério da Agricultura e Florestas desenvolve actualmente acções para reverter o estado actual dos Institutos de Investigação Agronómica e Veterinária, criados na década de sessenta e que carecem de recursos humanos, materiais e financeiros para o seu normal funcionamento.

Para reforçar os recursos humanos para a investigação, disse que deverão ser contratados especialistas nacionais e internacionais, bem como está em curso um plano de formação de quadros aos níveis de pós-graduação.

Angola gasta mais de três mil milhões de dólares na importação de alimentos. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH