Metade da população de Angola com acesso a energia eléctrica a partir de 2022

18 October 2018

A partir de 2022 cerca de 50 por cento da população de Angola terá acesso a energia eléctrica, disse, em Luanda, o ministro da Energia e Águas, João Baptista Borges.

O ministro disse ainda que nos próximos cinco anos serão feitas uma média de 200 mil ligações eléctricas domiciliares por ano.

“A meta de 200 mil ligações poderá ser alcançada com a conclusão das obras dos grandes empreendimentos hidroeléctricos nomeadamente Laúca e Caculo Cabaça e a central de ciclo combinado do Soyo, assim como outros investimentos em curso” disse.

Baptista Borges referiu que até 2025, o objectivo é atingir 7.500 megawatts, através dos projectos de Laúca, Cáculo Cabaça, iniciativas ao longo do rio Kwanza, Catumbela, Cunene, entre outros investimentos que serão realizados em Angola e que visam o aumento da rede de energia pública.

Para o transporte desta energia, está em curso o projecto de  interligação do sistema norte com o centro (Huambo e Bié) e até final deste ano. A ligação de Cuanza Norte e Benguela que será concretizada até Junho de 2019.(macauhub)

MACAUHUB FRENCH