Grupo indiano inicia em 2019 exploração de concessão mineira atribuída em 2014

19 October 2018

A empresa Sol Mineração Moçambique, subsidiária do grupo Sunflag da Índia, inicia em 2019 a exploração de depósitos de carvão na província de Tete, centro do país, informou a Rádio Moçambique.

A estação emissora acrescentou que a empresa irá operar no distrito de Mutarara, onde dispõe de uma concessão de 4000 hectares, sendo que o carvão a extrair será exportado para o mercado indiano.

A administração distrital de Mutarara disse também à Rádio Moçambique que a concessão atribuída à empresa contém ouro, além do carvão, actualmente a ser explorado por mineiros artesanais provenientes do Maláui e da República Democrática do Congo.

Em Agosto de 2014, a então ministra dos Recursos Minerais Esperança Bias anunciou que o grupo indiano Sunflag pretendia investir 222 milhões de dólares na mina de carvão de Mutarara.

Na sessão de assinatura do contrato, a ministra disse que a concessão atribuída ao grupo indiano é válida por 25 anos e “é um testemunho da confiança dos investidores estrangeiros no potencial económico e empresarial de Moçambique.”

O director-geral da Sol Mineração Moçambique, Ravibhusan Bhardwej, disse que os estudos de viabilidade revelaram a presença de 115,46 milhões de toneladas de carvão, dos quais apenas 44,9 milhões de toneladas podem ser comercializados, incluindo 17,3 milhões de toneladas de carvão de coque e 27,6 milhões de toneladas de carvão térmico.

A principal unidade produtiva do grupo é a Sunflag Iron and Steel Co. Ltd. que dispõe de uma siderurgia em Bhandara, Maharashtra, onde produz anualmente 360 mil toneladas de aços especiais de elevada qualidade. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH