Café do Brasil presente na 1.ª Exposição Internacional de Importação da China

25 October 2018

A cooperativa brasileira de produção de café Minasul vai iniciar o seu processo de internacionalização com a participação na primeira Exposição Internacional de Importação da China (EIIC), disse um dos responsáveis da cooperativa.

Luís Henrique Albinati, responsável pelo desenvolvimento de novos negócios, disse ainda ã agência noticiosa Xinhua que a ideia de participar na EIIC, a decorrer em Xangai de 5 a 10 de Novembro, visa estabelcer uma presença na China para, a partir daqui, comercializar os seus produtos no Sudeste Asiático.

“Pretendemos abrir um escritório na China que possa servir de plataforma para chegar a outras países da região, à semelhança de um outro que temos na Europa”, disse aquele responsável.

A Minasul, que reune mais de 7000 produtores no Estado de Minas Gerais, é uma das 87 empresas brasileiras convidadas pela Agência Brasileira de Promoção de Exportação e Investimentos (Apex-Brasil) para estar presente na primeira feira de importação organizada pela China.

A cooperativa produz café genérico e de qualidade elevada, ou “gourmet”, sendo estes últimos produtos classificados pelo Instituto de Qualidade do Café, com sede na Califórnia, segundo uma grelha que analisa diversos elementos que vão do aroma à acidez.

O Brasil é o maior produtor e exportador mundial de café, com cerca de metade da produção concentrada no Estado de Minas Gerais, estando previsto que a colheita deste ano atinja um recorde de 60 milhões de sacas de 60 quilogramas. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH