Província de Tete, Moçambique, deverá começar a exportar pescado para a China em 2019

26 October 2018

Moçambique deverá iniciar em 2019 a exportação de tilápia e de capenta (sardinha do Tanganica) para a China, disse a directora de pescas da província de Tete, Fátima Cinco-reis.

A responsável, citada pelo jornal moçambicano O País, não revelou os montantes a exportar mas adiantou que a quantidade pescada na albufeira da barragem de Cahora Bassa é suficiente para responder à procura.

Fátima Cinco-reis disse ainda que os contactos iniciais com as empresas chinesas que mostraram interesse em adquirir este tipo de pescado fluvial tiveram lugar no decurso da Feira Internacional de Maputo (FACIM), realizada em Marracuene em Agosto passado.

“Estamos satisfeitos com essa intenção demonstrada pelos empresários chineses”, afirmou Cinco-reis, acrescentando que “a capenta é uma espécie de peixe com valor comercial elevado, que actualmente é exportado para a Zâmbia, Zimbabué e República Democrática do Congo.”

A directora provincial de Pescas adiantou que caso este negócio venha a concretizar-se será a primeira vez que uma parte da produção pesqueira de Tete será exportada para a China, proporcionando mais rendimento para os pescadores e mais impostos para o governo. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH