Empresa chinesa inicia exploração de areias pesadas em Moçambique

30 October 2018

O início do projecto de exploração de areias pesadas do Chibuto é um dado adquirido, cujo impacto irá alterar de forma radical a qualidade de vida da população, disse o director provincial dos Recursos Minerais e Energia.

Castro Elias disse ainda à agência noticiosa AIM que a empresa chinesa Dingsheng Minerals já instalou a unidade de processamento das areias com capacidade para processar diariamente 10 mil toneladas.

O responsável adiantou que a empresa chinesa está actualmente a preparar a instalação, até meados de 2019, de mais nove plataformas, a fim de permitir o processamento diário de 100 mil toneladas de areias.

A agência escreveu também estarem a decorrer estudos para determinar a melhor maneira de proceder ao escoamento dos minerais extraídos das areias, estando a ser equacionada a construção de um porto na região de Chongoene, a cerca de 15 quilómetros da cidade de Xai-Xai, capital provincial de Gaza.

O projecto inicial previa a construção de uma linha férrea, de Chibuto a Lionde, no distrito de Chókwè, de onde o minério seria escoado para o terminal da Matola, na província de Maputo.

“Depois de estudos mais aprofundados conclui-se apresentar maior viabilidade a construção de um porto no Chongoene, estando o processo de tramitação processual para a obtenção de espaço para a instalação desse empreendimento num estágio bastante avançado”, disse a fonte.

O projecto das areias pesadas de Chibuto ocupa, numa primeira fase, uma área de 10 mil hectares que de futuro, em função do crescimento do empreendimento, poderá estender-se para mais 15 mil hectares. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH