Grupo brasileiro Vale revê em baixa produção de carvão em Moçambique

1 November 2018

A produção de carvão do grupo brasileiro Vale em Moçambique foi revisto em baixo de 15 milhões para 12 milhões de toneladas este ano, segundo o relatório de produção e vendas do grupo relativo ao terceiro trimestre de 2018.

O relatório adianta que esta revisão em baixa decorre do facto de a subsidiária Vale Moçambique estar a rever os processos e os planos de exploração da mina de Moatize, província de Tete, a fim de fazer com que 2018 seja “o ano da estabilização.”

O grupo havia anunciado em Maio estar a prever uma produção de 15 milhões de toneladas de carvão, contra a meta de 16 milhões que havia estabelecido, devido a intempéries que assolaram a zona de produção.

Algumas das acções que farão de 2018 “o ano da estabilização”, garantindo dessa forma o aumento de produção já em 2019 e anos seguintes, incluem a remoção de material não-aproveitável, abertura de novas secções mineiras, preparação de novos poços, “actividades que tiveram como consequência a redução da produção.”

Em Agosto, o director executivo da subsidiária moçambicana do grupo brasileiro Vale anunciou ter a empresa encerrado o primeiro semestre com uma dívida de 7,9 mil milhões de dólares, número que representa um aumento de 100 milhões de dólares relativamente ao montante contabilizado no final do primeiro trimestre.

Marcelo Tertuliano informou ainda que o resultado líquido da empresa no segundo trimestre continuou negativo com menos 193 milhões de dólares, superior ao resultado igualmente negativo de menos 139 milhões registado no primeiro trimestre.

Chuvas, custos operacionais elevados e a apreciação da moeda moçambicana, o metical, figuram entre as principais causas que terão influenciado negativamente o desempenho da empresa no decorrer do segundo trimestre. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH