Banco de Desenvolvimento Africano deverá financiar segunda fase de estrada que liga Moçambique à Tanzânia

5 November 2018

O Banco de Desenvolvimento Africano está disponível para financiar a segunda fase de asfaltagem da estrada Mueda/Negomano, um troço com uma extensão de 95 quilómetros, disse o quadro da instituição bancária João Mabombo.

A disponibilidade foi manifestada há dias em Pemba por uma equipa daquela instituição que trabalhou em Cabo Delgado, onde se reuniu com o governador provincial, Júlio Parruque e visitou o referido troço.

A estrada Mueda/Negomano, cujas obras se deverão iniciar em 2020, liga o distrito de Mueda à fronteira com a Tanzânia, através da Ponte da Unidade, construída há cerca de sete anos.

“Os primeiros documentos do projecto devem ficar prontos até ao fim do mês e a proposta final deverá ficar concluída até finais de Junho de 2019. Se tudo acontecer como prevemos, o empreiteiro poderá ser seleccionado ainda nesse ano”, referiu Mabombo.

A primeira fase deste projecto iniciou-se em Outubro passado, quando o Presidente Filipe Nyusi colocou a primeira pedra na obra que está a ser eexecutada pela Anhui Foreign Economic Construction Co. (AFECC).

Esta primeira fase inclui a construção de 70 quilómetros de estrada de Negomano a Roma, com três pontes e sistema de drenagem de águas pluviais e conta com o financiamento do Banco de Desenvolvimento Africano (BDA), que em Dezembro de 2016 aprovou uma doação de 79 milhões de dólares e um empréstimo de 3,1 milhões de dólares. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH