Feira Internacional de Cabo Verde passa a ser gerida por entidades privadas

13 November 2018

As câmaras de comércio e de turismo de Cabo Verde vão assumir a gestão da Feira Internacional de Cabo Verde com a compra da participação de 80% detida pelo Estado, disse o secretário-geral da Câmara de Comércio, Indústria e Serviços de Sotavento.

José Luís Neves disse que a participação de 80% vai ser distribuída de forma equitativa pelas câmaras de comércio do Barlavento e do Sotavento e pela Câmara de Turismo, mantendo-se os restantes 20% nas mãos da Cabo Verde TradeInvest.

O processo de alienação das acções do Estado iniciou-se em 2017 com a assinatura de um memorando de entendimento entre o governo e as Câmaras de Comércio e do Turismo e vai ser concretizado quarta-feira.

A assinatura do contrato de compra e venda directa está marcada para o dia da inauguração da XXII edição da Feira Internacional de Cabo Verde, que terá lugar na Praia, contando com a participação de 230 empresas nacionais e estrangeiras, segundo a agência noticiosa Inforpress.

A FIC foi criada nos finais dos anos 90, por iniciativa governamental e em 2000 tornou-se numa sociedade anónima que integra o sector empresarial do Estado com a missão de organizar feiras e exposições internacionais, bem como a promoção e gestão de zonas francas comerciais.

Além da feira anual e multissectorial, que já vai na sua XXII edição, a empresa tem promovido e organizado outros certames sectoriais, como a Feira de Turismo (Expotur), Feira de Automóveis (Expoauto), Feira de Actividades Económicas Ligadas ao Mar (Expomar) e Feira Internacional de Construção e Habitação (FICH), entre outras. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH