Angolana Sonangol inicia programa de reestruturação empresarial

16 November 2018

A Sociedade Nacional de Combustíveis de Angola (Sonangol) irá chegar a 2021 com uma estrutura mais pequena mas será “mais ágil e robusta em termos financeiros”, disse quinta-feira em Luanda o presidente do grupo estatal.

Carlos Saturnino, que apresentou o chamado programa de regeneração do grupo, disse que o mesmo terá um custo estimado em 40 milhões de euros, a sua aplicação levará dois a três anos com três fases de execução e destina-se a transformar a Sonangol numa verdadeira empresa de pesquisa, prospecção, exploração e distribuição de petróleo.

A primeira fase, apelidada de Zero, que se iniciou quinta-feira e terá uma duração de seis semanas, abrange a preparação e início do programa, posto o que se seguirá a “Fase 1”, de cinco meses, que será a de execução de acções com resultados no curto prazo e definição do roteiro de melhorias operacionais e de medidas estruturantes.

A “Fase 2” é a de execução do roteiro de melhorias operacionais e medidas estruturantes e será efectivada ao longo de 24 meses, disse ainda Carlos Saturnino, citado pela agência noticiosa Angop.

O programa de regeneração abrange toda a cadeia de valor da Sonangol e negócios e envolve análises e aspectos organizacionais, estratégicos, processos e investimentos, entre outros.

O presidente da Sonangol adiantou que todas as actividade relacionadas com a prospecção petrolíferas vão ser reunidas numa só entidade e acrescentou ter ter a administração elaborado e entregue já ao governo uma lista de empresas cuja participação se pretende seja vendida.

A Sonangol vai ainda descentralizar as subsidiárias e arranjar modelos de gestão que permitam responsabilizar as respectivas administrações, indo o presidente do Conselho de Administração do grupo deixar de ser o presidente de todas as subsidiárias, em número de 19. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH