Empresas chinesas em Angola estão a investir na agricultura

28 November 2018

O desinvestimento na construção civil em Angola devido à crise fez com que as empresas chinesas presentes no país tenham voltado a sua atenção para outros sectores, caso da agricultura, disse o vice-presidente da Câmara de Comércio Angola-China (CAC).

Francisco Chen, depois de afirmar estimar-se que mais de metade daquelas empresas não tenham obras, disse ao jornal angolano O País que a agricultura é um dos sectores mais promissores, “uma vez que o país possui terras aráveis, rios e outras condições estão a ser criadas.”

O vice-presidente da CAC mencionou o caso do projecto agrícola que está a ser desenvolvido no município da Chicala-Cholohanga, na província do Huambo, numa área de dois mil hectares, com um financiamento de 15 milhões de dólares.

Este projecto, actualmente na sua fase inicial, está a ser levado a cabo pela empresa Jiangsu Jiangzhou Agricultural Science & Technology Development Co. que já procedeu à plantação de 800 hectares de milho, 200 de soja, 25 de arroz e dois de sisal, ficando para a fase seguinte, ainda sem data, a componente pecuária.

Em Malanje, prosseguiu, outra empresa está a investir no cultivo de arroz, mandioca, milho e fruta, numa área de cultivo de mil hectares, com um investimento de 200 milhões de dólares.

“Esta mesma empresa possui um outro projecto em Malanje, mas virado para criação de porcos e transformação de carne. Será igualmente numa área de mil hectares. O trabalho de instalação vai durar cinco anos e o investimento pode chegar a 100 milhões de dólares”, avançou.

Francisco Chen disse que o investimento na agricultura é o que mais cresce, tendo citado como exemplo a instalação, no Cuanza Sul, de uma moagem que se dedica à transformação da mandioca em farinha.

O responsável da Câmara de Comércio Angola/China assinalou que o processo de constituição de empresa no Guiché Único está mais facilitado e acrescentou que o fim da dupla tributação e a facilidade na constituição de empresas em Angola vai trazer mais investimentos chineses. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH