Economia de Macau deve crescer à média de 4,9% em 2018/2019, Economist

30 November 2018

A economia de Macau deverá registar um crescimento médio de 4,9% em 2018/2019, com valores de 5,8% este ano e de 3,9% em 2019, segundo o mais recente relatório sobre o território da Economist Intelligence Unit (EIU).

O crescimento a registar-se, embora em desaceleração, continuará a dever-se ao comportamento da indústria dos jogos de fortuna e azar, uma vez que os esforços do governo no sentido de diversificar a economia deverão continuar a não ter grande êxito.

A despesa pública na construção de infra-estruturas de transportes e de habitação social irão apoiar a evolução do indicador investimento, atendendo a que os grandes hotéis/casinos construídos pelos concessionários do jogo ou já estão concluídos ou irão sê-lo até 2019.

“Prevemos uma contracção adicional da formação bruta de capital fixo em 2018 à medida que a construção de novas instalações for sendo concluída, representando o terceiro ano consecutivo de redução”, pode ler-se no documento.

O investimento será apoiado por projectos públicos como a Nova Urbanização Zona A de habitação social, o complexo médico das ilhas e a fase um da rede de metro ligeiro de Macau.

O rendimento médio na China continuará a aumentar, escrevem os analistas da EIU, o que fará com que os turistas do continente que visitam Macau despendam mais em jogo e em entretenimento bem como em consumo.

O relatório refere que os operadores de casinos vão continuar a investir fortemente em ofertas turísticas não directamente relacionadas com o jogo no período em análise, aumentando dessa forma o tipo de serviços de entretenimento disponíveis.

Alguns dos grandes indicadores da economia de Macau, como sejam a taxa de inflação, o saldo orçamental e a taxa de desemprego, deverão manter-se sem grandes alterações nos dois anos em análise, segundo a Economist Intelligence Unit.

Os Serviços de Estatística e Censos anunciaram recentemente que a economia do território registou um aumento homólogo de 5,6%, em termos reais, nos três primeiros trimestres de 2018. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH