Syrah Resources alcança meta de extracção de grafite em Moçambique em 2018

4 December 2018

A Syrah Resources deverá alcançar até ao final do ano a meta prevista de 101 mil – 106 mil quilogramas de concentrado de grafite, informou a empresa australiana em comunicado ao mercado.

No comunicado, em que anuncia melhorias significativas no projecto de extracção de grafite em Balama, norte de Moçambique, a empresa salienta ter obtido em Novembro um nível médio de 74% na recuperação de grafite, que compara com 53% no terceiro trimestre e de 54% em Setembro.

A Syrah Resources adiantou estar a analisar a cadeia de fornecimento a fim de reduzir inventário, particularmente no porto de Nacala.

“Os resultados obtidos na mina de Balama estão-se a revelar sólidos”, pode ler-se no comunicado, que recorda as melhorias significativas que foram introduzidas no processo de exploração dos depósitos de grafite.

A Syrah informou o mercado em Novembro passado ter assinado mais dois contratos de venda de grafite, um dos quais com a empresa chinesa Qingdao Freyr Graphite Co., Ltd, para o fornecimento de 6000 toneladas de flocos grosseiros de grafite ao longo dos próximos 12 meses.

A empresa australiana havia anunciado uma semana antes ter assinado um contrato para fornecer grafite à chinesa Qingdao Taida-Huarun New Energy Technology Co. Ltd. ao abrigo de um contrato vinculativo para o fornecimento de 20 mil toneladas.

A empresa Taida-Huarun New Energy Technology Co. Ltd., com sede em Qingdao, província de Shandong, desenvolve e fabrica produtos à base de carbono, incluindo esferas de grafite para a produção de baterias.

A Syrah Resources está envolvida num projecto de extracção de grafite em Balama, Cabo Delgado, norte de Moçambique, que desde o início da exploração e processamento em Novembro de 2017 produziu mais de 160 mil toneladas de grafite, grande parte da qual foi já exportada através do porto de Nacala, na província de Nampula. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH