Empresa francesa constrói central solar em Moçambique

19 December 2018

A empresa francesa Neoen assinou terça-feira em Maputo um contrato de concessão com o governo de Moçambique para a construção de uma central solar, com um custo estimado em mais de 50 milhões de dólares, informou a imprensa moçambicana.

A central solar será instalada no posto administrativo de Metoro, distrito de Ancuabe, província de Cabo Delgado, dispondo de uma capacidade instalada de 41 megawatts de energia eléctrica, que será comercializada naquela região de Moçambique.

O ministro dos Recursos Minerais e Energia, Max Tonela, disse no final da cerimónia de assinatura do contrato que este projecto enquadra-se no programa do governo de acelerar a electrificação do país, permitindo ainda melhorar a qualidade e disponibilidade de energia eléctrica na região norte do país.

O contrato foi assinado por Max Tonela, pelo representante da empresa pública Electricidade de Moçambique, Carlos Yum e da Neoen, Cyril Perrin, segundo o matutino Notícias, de Maputo.

A Neoen informa na sua página electrónica ser o principal produtor independente de França e um dos maiores do mundo de energias renováveis, tendo por objectivo ultrapassar 5,0 gigawatts em operação e em construção até 2021. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH