Autoridade Monetária de Macau aumenta taxa de redesconto para 2,75%

21 December 2018

A Autoridade Monetária de Macau (AMCM) subiu hoje em 25 pontos-base a taxa de redesconto para 2,75%, a quarta revisão em alta desde o início do ano, anunciou hoje a instituição.

Esta subida decorre do facto de a pataca de Macau estar indexada ao dólar de Hong Kong, por sua vez indexado ao dólar dos Estados Unidos, “com a finalidade de salvaguardar o funcionamento eficas desse regime de indexacão cambial.”

Desta forma, prossegue o comunicado, a AMCM acompanha a subida de 25 pontos-base da taxa de juros indicadora, anunciada pela Hong Kong Monetary Authority, que por sua vez resultou do facto de a Reserva Federal dos Estados Unidos ter decidido dia 19 de Dezembro subir em 25 pontos-base a taxa de juros de referência.

A AMCM menciona o facto de alguns bancos terem aumentado a taxa de juro preferencial e as taxas de juro nas categorias de depósitos individuais, pelo que adverte a população para os riscos de aumento dos encargos financeiros associados à subidas taxas de juro “devendo ponderar-se, com prudência, a capacidade de reembolso dos empréstimos, antes de se decidir contrair qualquer empréstimo.”

A taxa de redesconto é o preço cobrado pelo banco central de um país, no caso de Macau a AMCM, aos empréstimos concedidos aos bancos comerciais para resolver situações de dificuldade de tesouraria. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH