Grupo japonês pretende desenvolver baía do Namibe, em Angola

10 January 2019

O grupo japonês Toyota Tsusho propõe-se investir 600 milhões de dólares num projecto de desenvolvimento da baía do Namibe, sul de Angola, segundo um despacho assinado pelo Presidente angolano, João Lourenço.

O despacho presidencial autoriza a inclusão do projecto para a obtenção de financiamento na linha de crédito aberta a favor de Angola pelo Banco do Japão para a Cooperação Internacional (JBIC — Japan Bank for International Cooperation).

O documento citado pelo Jornal de Angola, que não avança mais pormenores, autoriza o ministro dos Transportes angolano a celebrar o contrato de empreitada para o projecto Integrado da Baía do Namibe com o consórcio Toyota Tsusho Corporation e TOA Corporation, no valor global de 600 milhões de dólares.

O despacho justifica a autorização concedida com o facto de haver necessidade de garantir a continuidade e concretização do programa do governo, no que respeita à diversificação das fontes de financiamento para execução de projectos inseridos no Programa de Investimento Público e de outros programas e projectos de interesse nacional enquadrados no Plano de Desenvolvimento Nacional 2018/2022.

O grupo Toyota Tsusho, originalmente constituída em 1936 sob a designação Toyoda Kinyu Kaisha, é o braço comercial do conglomerado Toyota, estando envolvido em várias áreas de negócio em 39 países, nomeadamente 34 em África. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH