Angola produz 9,43 milhões de quilates de diamantes em 2018

16 January 2019

A produção de diamantes em Angola em 2018 ascendeu a 9,43 milhões de quilates de diamantes, montante que proporcionou uma receita de 1,2 mil milhões de dólares, revelou terça-feira em Luanda o presidente da estatal Endiama.

Ganga Júnior, presidente da Empresa Nacional de Prospecção, Exploração, Lapidação & Comercialização de Diamantes de Angola (Endiama), revelou ainda que a produção industrial atingiu 9,22 milhões de quilates, número que excedeu em 8,0% a previsão de 8,53 milhões de quilates.

A produção semi-industrial e artesanal contabilizou uma produção de 212,54 mil quilates, quantidade inferior aos 465,12 mil quilates extraídos em 2017.

O presidente da Endiama, citado pela agência noticiosa Angop, disse que o aumento da receita é resultado da nova política do governo que permite às empresas do sector vender directamente até 60% da sua produção, pondo fim à comercialização a clientes preferenciais.

Essa estratégia do governo, aprovada em Julho de 2018, já começou a dar resultados, sendo que no dia 31 de Janeiro corrente a Endiama e a Empresa Nacional de Comercialização de Diamantes de Angola (Sodiam) vão leiloar em hasta pública sete pedras de qualidade excepcional extraídas na concessão de Lulo.

Ganga Júnior revelou igualmente que do total de produção foram comercializados 8,26 milhões de quilates, ao preço médio por quilate de 148,65 dólares.

O presidente da Endiama informou, por outro lado, que a empresa tem um passivo de 525 milhões de dólares, “dívida que está a ser negociada.”

A empresa, que este ano comemora o seu 38.º aniversário, prevê para este ano uma produção de 9,5 milhões de quilates de diamantes e receitas no valor de 1,3 mil milhões de dólares ao preço médio de 154 dólares por quilate. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH