Cabo Verde analisa abertura de embaixada na Guiné-Bissau

18 January 2019

O governo de Cabo Verde pretende abrir uma embaixada na Guiné-Bissau, o que deverá acontecer em 2020, afirmou o novo embaixador de Cabo Verde para a Guiné-Bissau, Inácio Felino de Carvalho.

O embaixador de Cabo Verde para a Guiné-Bissau é residente em Dacar, capital do Senegal.

Ao prestar declarações após ter apresentado as suas cartas credenciais ao Presidente da Guiné-Bissau, José Mário Vaz, Inácio Felino de Carvalho disse ter abordado com o seu interlocutor o relacionamento entre os dois países, que têm “uma longa história em comum.”

Citado pelo jornal cabo-verdiano Expresso das Ilhas o novo embaixador adiantou que a visita que o Presidente de Cabo Verde, Jorge Carlos Fonseca, vai realizar de 12 a 14 de Fevereiro à Guiné-Bissau enquadra-se no âmbito da presidência cabo-verdiana da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP).

A Presidência da Guiné-Bissau anunciou na semana passada que Jorge Carlos Fonseca e o secretário-executivo da CPLP vão realizar uma visita ao país em Fevereiro.

O presidente cabo-verdiano é o primeiro chefe do Estado a visitar a Guiné-Bissau durante a presidência de José Mário Vaz, no poder desde 2014. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH