Moçambique poupa 240 milhões de dólares com a eliminação de 30 mil funcionários públicos “fantasma”

31 January 2019

Moçambique vai poupar anualmente 15 mil milhões de meticais ou 240 milhões de dólares com a eliminação de 30 mil funcionários públicos “fantasma” das folhas de salários, disse a directora de Planificação e Cooperação do Ministério da Administração Estatal e Função Pública.

Cândida Moiane disse ainda à agência noticiosa Lusa que aquele montante representa as implicações financeiras dos resultados da exigência de prova de vida, revelados em 2018, e que levaram à correcção dos encargos do Estado.

A interrupção de pagamento de salário a esses funcionários fantasmas aconteceu em Agosto de 2018, acrescentou a responsável, que apontou como exemplo casos em que eram pagos salários a três pessoas que, na realidade, eram apenas uma.

Entre as irregularidades na folha de salários, existiam ainda funcionários com vínculo contratual irregular, carreiras e salários errados, resultado de “esquemas internos” de contratação.

“Há situações que estão a ser regularizadas” e outras em que estão a ser “apuradas responsabilidades”, acrescentou Cândida Moiane, adiantando que o “Estado moçambicano tem actualmente nos seus quadros cerca de 366 mil funcionários.” (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH