BNU Macau representa 12% do resultado consolidado do grupo Caixa Geral de Depósitos em 2018

8 February 2019

O Banco Nacional Ultramarino Macau foi o maior contribuidor para o resultado líquido consolidado do grupo financeiro estatal português Caixa Geral de Depósitos (CGD) em 2018, com 61,5 milhões de euros, revela o relatório e contas relativo divulgado recentemente pela instituição.

O documento acrescenta que depois do BNU Macau surgem o Banco Comércio e Indústria de Moçambique, com 34,8 milhões de euros e a sucursal de França com 16,2 milhões de euros, como maiores contribuidores para o resultado líquido consolidado do banco, que atingiu 495,8 milhões de euros, “uma forte evolução face aos 51,9 milhões de euros alcançados em 2017.”

O relatório e contas adianta que o contributo da actividade doméstica para o resultado líquido do grupo CGD foi de 341,0 milhões de euros em 2018, o que compara com menos 175,9 milhões de euros no ano anterior.

2018 representa, por outro lado, o segundo ano consecutivo em que o grupo regista lucros, depois de entre 2011 e 2016 os prejuízos acumulados terem superado 3800 milhões de euros.

O grupo CGD encerrou em Junho de 2018 a última fase do seu Plano de Recapitalização num total global de 4944 milhões de euros, com a emissão em Junho de 500 milhões de euros de valores mobiliários representativos de fundos próprios de nível 2 (Tier 2).

No seguimento da execução do Plano Estratégico, foram encerradas as sucursais de Londres, ilhas Caimão, a dependência “offshore” de Macau, Zhuhai e Nova Iorque e no decorrer do ano de 2018 foi também prosseguido o processo de alienação das participações sociais detidas pela CGD na Mercantile Bank Holdings Limited, no Banco Caixa Geral (Espanha) e ainda no Banco Caixa Geral Brasil. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH