Moçambique deverá produzir 140 mil toneladas de castanha de caju na campanha 2018/2019

8 February 2019

Moçambique deverá produzir 140 mil toneladas de castanha de caju na campanha 2018/2019, disse o chefe da repartição de Fomento de Tecnologia da delegação do Instituto Nacional do Caju (Incaju) em Nampula, Halahala Abdurremane.

O responsável disse ainda que a delegação está actualmente envolvida na recuperação do cajual, através da produção de mudas com características desejáveis e distribuição dessas novas características aos produtores de diferentes locais da província.

A província de Nampula é um grande produtor de castanha de caju, contribuindo com 50% a 60% do total nacional, com o jornal moçambicano O País citado números oficiais para escrever que a campanha de comercialização do produto na província colocou já junto dos compradores cerca de 70 mil toneladas.

Moçambique foi um dos grandes produtores mundiais de castanha de caju até à década de 1970, com produções históricas a rondar 200 mil toneladas, com a zona norte do país a representar já nessa altura um papel importante.

Após a independência do país assistiu-se a uma crise profunda no sector, com as nacionalizações a levarem ao encerramento de muitas fábricas de processamento, a cada vez mais escassez de matéria-prima devido ao envelhecimento do cajual, bem como as doenças e pragas que atacaram as árvores tiveram um efeito negativo e Moçambique desapareceu do mapa internacional durante anos. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH