Decisão final de investimento do bloco Área 1, de Moçambique, prevista para Março/Abril

12 February 2019

Uma decisão final de investimento para a exploração dos depósitos de gás natural no bloco Área 1 da bacia do Rovuma, norte de Moçambique, deverá ocorrer em Março/Abril, disse o presidente da estatal Empresa Nacional de Hidrocarbonetos (ENH).

Omar Mithá, que prestava declarações domingo em Nova Deli, Índia, recordou que uma empresa indiana já assinou um contrato de compra e venda de gás natural a extrair naquele bloco e acrescentou que “os primeiros carregamentos deverão chegar à Índia em 2024.”

Mitch Ingram, vice-presidente executivo do grupo Anadarko Petroleum com o pelouro internacional, águas profundas e prospecção, afirmou no início do mês que o contrato assinado com uma subsidiária do grupo China National Offshore Oil Corporation (CNOOC) “é mais um de um conjunto crescente de clientes na região Ásia-Pacífico” que demonstra “os progressos que estamos a efectuar no sentido de ter uma decisão final de investimento ainda no primeiro semestre de 2019.”

O presidente da ENH, citado pela agência Reuters, disse ainda que a localização geográfica de Moçambique é estratégia no que se refere às importações de gás natural além do que o país não tem os desafios geopolíticos do Médio Oriente.

Omar Mithá adiantou que os parceiros do bloco Área 4, liderado e operado pelos grupos italiano ENI e americano ExxonMobil, deverão anunciar a sua decisão final de investimento em Julho próximo.

O projecto de exploração de depósitos de gás natural do bloco Área 1 disporá de duas centrais em terra com uma capacidade conjunta de 12,88 milhões de toneladas por ano para processar o gás natural extraído nos campos Golfinho/Atum.

O bloco Área 1 é operado pela Anadarko Moçambique Área 1, Ltd, uma subsidiária controlada a 100% pelo grupo Anadarko Petroleum, com uma participação de 26,5%, a ENH Rovuma Área Um, subsidiária da estatal Empresa Nacional de Hidrocarbonetos, com 15%, Mitsui E&P Mozambique Area1 Ltd. (20%), ONGC Videsh Ltd. (10%), Beas Rovuma Energy Mozambique Limited (10%), BPRL Ventures Mozambique B.V. (10%), and PTTEP Mozambique Area 1 Limited (8,5%). (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH