Novo embaixador da China no Brasil propõe contratos de longo prazo para fornecimento de alimentos

28 February 2019

A China pretende aumentar a sua presença no sector de processamento alimentar do Brasil e assinar acordos sobre controlo de segurança que permitam contratos de fornecimento de longo prazo bilaterais, disse o novo embaixador da China no Brasil.

Yang Wanming, que participou num encontro com empresários e responsáveis do governo do Estado promovidos pelo Lide China (Grupo de Líderes Empresariais), em São Paulo, disse na sua apresentação que a China está igualmente interessada em oportunidades em projectos de infra-estruturas e no sector de refinação de petróleo.

“Os dois países devem fomentar os fluxos comerciais, cooperar para liberalizar e facilitar o comércio e expandir o acesso mútuo aos mercados”, disse.

O embaixador adiantou que o sector agrícola é uma parte importante do relacionamento comercial bilateral e adiantou ser do interesse de ambas as nações estabelecer uma parceria de longo prazo, com ganhos mútuos.

No cargo há dois meses, o embaixador disse ter sido já recebido pelo Presidente Jair Bolsonaro e alguns dos ministros a quem transmitir o interesse da China em aprofundar a cooperação financeira e comercial.

O Brasil é o maior parceiro comercial da China desde 2009, tendo as trocas comerciais em 2018 excedido mais de 110 mil milhões de dólares, com exportações chinesas no valor de 33 730 milhões de dólares e brasileiras que atingiram 77 077 milhões de dólares. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH