Sector petrolífero de Angola atrai a maior parte do investimento directo estrangeiro no 3.º trimestre de 2018

6 March 2019

Estados Unidos, França, China, Itália e Reino Unido foram os principais investidores estrangeiros no sector petrolífero de Angola no terceiro trimestre de 2018, segundo os dados recentemente divulgados pelo Banco Nacional de Angola.

Os mesmos dados indicam que para o sector não-petrolífero os principais investidores estrangeiros foram empresas da Bélgica, África do Sul, Estados Unidos, Reino Unido, Rússia e Hong Kong.

O sector petrolífero atraiu 84,2% de todo o investimento directo estrangeiro registado no período em análise, 1904,2 milhões de dólares contra 1419,3 milhões de dólares no período homólogo de 2017, ou um aumento de 34,16%.

Neste sector os Estados Unidos surgem destacados com um investimento directo de 425,87 milhões de dólares (242,61 milhões no período homólogo), tendo as empresas de França investido 367,70 milhões de dólares (311,18 milhões) e as da China 245,29 milhões de dólares (199,52 milhões).

O sector não-petrolífero chamou a si no terceiro trimestre de 2018 um investimento directo estrangeiro de 300,1 milhões de dólares, um aumento homólogo de 478,22%.

No período em análise, Angola não aplicou um único dólar em investimento directo no exterior, limitando-se a recuperar 900 mil dólares das despesas do investimento já efectuado.

Já o aumento dos depósitos de angolanos em instituições financeiras domiciliadas no exterior fez com que a conta “outros investimentos” tenha encerrado o terceiro trimestre de 2018 com um saldo positivo de 3090,8 milhões de dólares, contra 1255,5 milhões no período homólogo de 2017. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH