UE financia desenvolvimento de duas províncias de Moçambique

8 March 2019

Quatro convenções de financiamento a Moçambique para o fomento do comércio, biodiversidade, agro-negócio e transportes foram quinta-feira assinadas em Maputo, informou a delegação da União Europeia em Moçambique.

Com um valor total de 217 milhões de euros, os acordos fazem parte do programa PROMOVE e cobrem quatro áreas-chave, a facilitação ao comércio, a gestão sustentável dos recursos naturais, a promoção da agricultura sustentável e do agro-negócio e a recuperação de estradas nas zonas rurais.

Em comunicado, aquela delegação informou que a assinatura foi um dos pontos altos da visita a Moçambique do director-geral da Cooperação Internacional e do Desenvolvimento da Comissão Europeia, Stefano Manservisi, no quadro da cooperação entre a União Europeia e Moçambique.

O PROMOVE Comércio, com uma dotação de 12 milhões de euros, visa facilitar o comércio e melhorar o ambiente de negócios, o PROMOVE Biodiversidade, com 13 milhões, visa proteger a biodiversidade e melhorar os meios de subsistência das comunidades rurais graças à gestão sustentável dos recursos naturais e o PROMOVE Agribiz, com 68 milhões de euros, vai concentrar-se no apoio ao desenvolvimento da agricultura comercial sustentável de pequena escala e melhorar a produtividade.

Por último, o PROMOVE Transporte, com 124 milhões de euros, faz parte da abordagem global da União Europeia ao desenvolvimento rural no âmbito do 11.º Fundo Europeu de Desenvolvimento, indo centrar-se na recuperação de estradas rurais nas províncias da Zambézia e Nampula.

O apoio financeiro é concedido ao abrigo do 11º Fundo Europeu de Desenvolvimento (FED), indo os quatro componentes do programa PROMOVE estar centrados nas províncias da Zambézia e Nampula que têm, cada uma, mais de 60% da sua população dependente de uma agricultura de subsistência, marcada pela baixa produtividade e baixo retorno. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH