Energias de Portugal e China Three Gorges podem vir a constituir parceria no Brasil

14 March 2019

O grupo EDP – Energias de Portugal pode propor a constituição de uma parceria com a China Three Gorges (CTG) para permitir a este grupo expandir a sua presença no Brasil e na América Latina, escreveu a agência financeira Reuters.

A agência escreveu ainda que esta parceria teria lugar apenas se a oferta pública de aquisição (OPA) da totalidade do capital social do grupo EDP com um custo total estimado em nove mil milhões de euros viesse a saldar-se por um fracasso.

A OPA apresentada pela China Three Gorges em Maio de 2018 tem estado a avançar lentamente, atendendo ao elevado número de aprovações de que necessita por parte das entidades de regulação dos países onde o grupo opera, como sejam o Brasil, Estados Unidos e Espanha, nomeadamente, além da própria União Europeia.

A China Three Gorges, detida pelo Estado chinês, é dona de 23% do capital da EDP e tem aumentado os seus investimentos na Europa mas, tal como escreve a Reuters, o aperto do escrutínio da União Europeia ao investimento estrangeiro pode colocar em causa a continuação dessa expansão.

A EDP possui 51% da EDP Brasil, que tem activos de geração e transmissão e controla distribuidoras de energia no Espírito Santo e em São Paulo.

A CTG opera hidroeléctricas e parques eólicos no Brasil com 8,2 gigawatts de capacidade instalada, sendo que a eventual fusão com a EDP Brasil faria com que a parceria assumisse a liderança da produção de energia eléctrica no país entre os privados, superando a francesa Engie. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH