ENSA – Seguros de Angola vai ser privatizada

15 March 2019

O governo angolano pretende privatizar a ENSA – Seguros de Angola, havendo já pelo menos um interessado, o grupo financeiro sul-africano Sanlam, informou o jornal angolano Mercado.

O grupo sul-africano assumiu o controlo da Saham Angola Seguros em finais de 2018, detida até então pela Saham Finances, de Marrocos, depois de ter adquirido a parcela de 53,37% que faltava para passar a deter a totalidade do capital da empresa marroquina.

Fonte da Comissão do Mercado de Capitais confirmou ao jornal a intenção governamental de alienar a estatal e principal companhia de seguros de Angola, não havendo, no entanto, nem um cronograma nem uma decisão sobre o modelo de venda.

O presidente do conselho de administração da ENSA recordou ao jornal que, em Setembro de 2018, num encontro com investidores à margem do Fórum Empresarial Estados Unidos/Angola, o Presidente João Lourenço deu conta da intenção do governo em alienar participações do Estado nos seguros e banca, nomeadamente.

Manuel Gonçalves disse ainda que o processo está sob a alçada do Instituto de Gestão de Activos e Participações do Estado (IGAPE), a entidade do Ministério das Finanças que está a conduzir o processo de privatização de empresas estatais.

O processo teve já início com o anúncio da venda de sete empresas da Zona Económica Especial Luanda-Bengo, com a apresentação de propostas até dia 11 de Abril, parte de um lote de 52 que o governo pretende alienar,

A Sanlam, estabelecida em 1918 como uma companhia de seguros, evoluiu com o tempo para um grupo diversificado de prestação de serviços financeiros cotado nas bolsas de valores de Joanesburgo e da Namíbia. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH