ENI anuncia início da extracção de gás natural em Moçambique até 2024

18 March 2019

A extracção e processamento de gás natural no campo Mamba, no bloco Área 4 da bacia do Rovuma, norte de Moçambique, deve ter início até 2024, disse sexta-feira em Milão o presidente executivo do grupo italiano ENI.

“O projeto Mamba é gerido pela ExxonMobil, nós ocupamo-nos da distribuição de petróleo e gás do projecto, devendo o grupo norte-americano tomar a decisão final de investimento a seguir ao Verão”, disse Claudio Descalzi, em resposta a uma questão colocada pela agência noticiosa Lusa.

No final da sessão de apresentação da estratégia da petrolífera para os próximos três anos, o presidente executivo da ENI disse esperar o início da produção até àquela data, desde que a decisão final de investimento seja tomada este ano, uma vez que o financiamento do projecto e a assinatura de contratos para a venda do gás “está a correr bem.”

O projecto Rovuma LNG, na jazida Mamba, é operado pela Mozambique Rovuma Venture, uma parceria cujos acionistas são a ExxonMobil, EN e CNODC – China National Oil and Gas Exploration and Development Corporation, que, conjuntamente, detêm uma participação de 70% na concessão do bloco Área 4, cabendo três parcelas de 10% à sul-coreana Kogas, Galp Energia e Empresa Nacional de Hidrocarbonetos (ENH) de Moçambique. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH