Correspondência bancária entre Angola e EUA vai ser analisada em Luanda

19 March 2019

O restabelecimento da correspondência bancária entre Angola e os Estados Unidos vai ser analisada com o Departamento do Tesouro, anunciou segunda-feira o secretário de Estado adjunto norte-americano.

John Sullivan, no final de uma audiência concedida pelo Presidente João Lourenço, disse que o Departamento do Tesouro vai enviar um representante para trabalhar com responsáveis do governo angolano em questões relacionadas com corrupção, lavagem de dinheiro e combate ao financiamento do terrorismo.

O secretário de Estado adjunto adiantou que os Estados Unidos estão disponíveis para ajudar Angola a repatriar os capitais nacionais que se encontram no exterior de uma forma ilícita.

John Sullivan, citado pela agência noticiosa Angop, afirmou que a materialização dessa intenção depende unicamente da assinatura de um acordo no domínio da justiça.

Em Angola desde sábado último, o diplomata norte-americano sublinhou que o entendimento estará alinhado com a estratégia de combate à corrupção, uma das principais “bandeiras” do mandato do Presidente João Lourenço.

O comércio entre os dois países situou-se em 3,4 mil milhões de dólares em 2017, tendo Angola exportado mercadorias no valor de 2,6 mil milhões de dólares e importado bens no montante de 800 milhões de dólares. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH