Banca de Angola privilegia títulos de dívida pública em detrimento a crédito a clientes

21 March 2019

Os títulos de dívida pública representavam 34,01% dos activos da banca comercial a operar em Angola no final de 2018, praticamente o dobro da percentagem registada em 2013, de 18,73%, indicam dados do Banco Nacional de Angola.

Os mesmos dados citados pelo jornal angolano Mercado indicam ainda que o crédito a clientes, que em 2013 tinha um peso de 40,85% nos activos dos bancos comerciais, era de apenas 25,93% no final de 2018.

Os dados, que foram divulgados numa apresentação feita recentemente pelo banco central aos membros do corpo diplomático acreditado em Angola, indicam também que o peso dos títulos de dívida pública nos activos dos bancos aumentou progressivamente desde 2013, tendo passado para 22,03% em 2014, 27,62% em 2015, 30,31% em 2016 e 34,01% tanto em 2017 como em 2018.

A queda dos preços do barril de petróleo e a consequente perda de receitas para o Estado fez com que o governo tenha começado a partir de 2014/2015 a emitir cada vez mais dívida interna para se financiar, sendo os bancos comerciais os principais compradores.

Em contrapartida, a banca tem vindo a dar cada vez menos crédito à economia – uma queixa recorrente dos empresários – com o peso deste indicador a valer cada vez menos nos activos do sistema.

O crédito a clientes valia 40,85% dos activos no final de 2013, em 2014 subiu ligeiramente para 41,20%, mas nos anos seguintes foi caindo – 38,05% em 2015, 31,57% em 2016, 30,77% em 2017 e 25,93% em 2018.

Os activos do sistema bancário angolano passaram no período em análise de 6,5 biliões para cerca de 13 biliões de kwanzas. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH