Autarca de Taiwan pretende reforço da cooperação com Macau

25 March 2019

O governador do município de Kaohsiung de Taiwan, Han Kuo-yu, afirmou sábado em Macau estar convicto de que existe um grande potencial para a cooperação entre as duas cidades.

No decurso de um encontro com o Chefe do Executivo de Macau, Chui Sai On, no decurso do qual foram trocadas ideias sobre o reforço dos contactos entre as duas cidades no âmbito da economia, comércio, cultura e turismo, Han Kuo-yu mencionou a exportação de produtos agrícolas daquele município como um dos elementos potenciais de cooperação.

Chui Sai On recordou terem sido divulgadas, recentemente, pelo Conselho de Estado, as “Linhas Gerais do Planeamento para o Desenvolvimento da Grande Baía Guangdong-Hong Kong-Macau”, que definem mais claramente a função e papel do território na estratégia para o desenvolvimento nacional, e destacam Macau como uma cidade importante também para a iniciativa “Faixa e Rota.”

Assim, ao ser uma cidade central no âmbito do projecto da Grande Baía, o desenvolvimento de Macau ganha um novo espaço, mais oportunidades e dinamismo.

Chui Sai On afirmou que Macau e Taiwan têm uma relação histórica profunda, com contactos estreitos ao nível de pessoas, intercâmbio e cooperação em vários sectores.

Além disso, como os dois territórios possuem características e vantagens próprias, as perspectivas de cooperação são amplas, pelo que o Governo da Região Administrativa Especial de Macau continuará a promover, de forma activa, o desenvolvimento de relações amigáveis entre os povos e a reforçar o bem-estar das respectivas populações. (Macauhub)

Durante a sua estada em Macau, Han Kuo-yu, reuniu-se com o director do Gabinete de Ligação do Governo central em Macau, Fu Ziying, que considerou Macau pode ser uma ponte nas relações entre a cidade do sul de Taiwan e a China Continental.

Fu disse que os homens de negócios de Taiwan devem aproveitar as oportunidades criadas pela Grande Baía Guangdong-Hong Kong-Macau.

Durante a visita a Macau de Han Kuo-yu, empresas de Macau assinaram 27 contractos para compra de produtos agricolas e pesca  avaliados em 188 milhões de patacas. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH